quinta-feira, 14 de abril de 2011

Brinquedo Assassino 1 e 2 , Hallowen 3 e 4 e Rio.

Tinha feito um poste antes sobre Hallowen vou começar por ele. Sobre o terceiro filme da série eu não consegui assistir direito =s eu dormi, quem assistiu de verdade foi minha namorada (coitada >.<).

Hallowen 3 - Ano 1982 (Terror/Ficção)

Sinopse - Hallo ween III: Season of the Witch é um  filme de ficção científica com terror. É o único Halloween filme que não possui um enredo que gira em torno do personagem Michael Myers . Dirigido e escrito por Tommy Lee Wallace , o filme é estrelado por Tom Atkins como o Dr. Dan Challis, Nelkin Stacey como Grimbridge Ellie e Dan O'Herlihy como Conal Cochran. 
O enredo centra-se em uma investigação por Challis e Grimbridge nas actividades de Cochran, o dono da misteriosa empresa Shamrock Novidades Prata, na semana que  se aproximando do Dia das Bruxas.
Além de abandonar totalmente o enredo Michael Myers, Halloween III afaste do filme de terror que o gênero original Halloween gerou, em 1978. O foco em um assassino psicótico é substituído por um " cientista louco "do tema. Além disso, a freqüência de violência explícita e sangue é menor do que a de Halloween II (1981), embora as cenas que retratam a morte de personagens permanecem intensas.

Minha opinião: Pelo que eu entendi Hallowen 3 tem umas paradas de alienígena e tals... as poucas cenas que eu assisti não me atraíram em nada, por isso acabei dormindo, não recomendo acho melhor do Hallowen 2 pular logo para o 4, que mostra o retorno de Michael Myers, esse Hallowen só foi produzido mesmo com o nome da série.

Hallowen 4 - Ano 1988 (Terror) 
Sinopse - Halloween 4: The Return of Michael Myers é um 1988 filme de terror e quarta parcela do Halloween série cinematográfica , dirigida por Dwight H. Little e escrito por Alan B. McElroy .
 A trama central se concentra em Michael Myers retornando para casa para matar sua sobrinha Jamie Lloyd ( Danielle Harris ), a filha de Laurie Strode , com o Dr. Loomis ( Donald Pleasence ), mais uma vez que o perseguiam.
Como o título sugere, este filme marca o retorno de Michael Myers, o vilão central do Dia das Bruxas (1978) e Halloween II (1981), devido à sua ausência no Halloween III: Season of the Witch(1982). Inicialmente, John Carpenter e co-produtora Debra Hill se aposentou o contorno parcela Myers depois que a segunda parcela da série, a intenção de uma característica relacionada com o Dia das Bruxas-temporada nova parcela cada seqüência, das quais Halloween III seria o primeiro. No entanto, devido à falta de sucesso do terceiro filme, Halloween 4 reintroduziu um enredo relacionado Myers.
O filme foi um sucesso de escritório caixa moderada bilheteria 17 milhões dólares internamente em seu orçamento de US $ 5 milhões. [ 1 ] Ele recebeu uma reação mista por críticos. Foi, no entanto, um pouco criticado por não apresentar nada de "original" ou "inovador" para a série

Efeito Hallowen
Minha Opinião : Sobre Hallowen 4 não tenho do que reclamar, o final do filme é totalmente empolgante, perseguições e mortes típicas, e o mesmo vilão de sempre, porém não sabemos se Michael Myers foi dessa para melhor no fim do filme ( como se fosse novidade). 
O final do filme é marcante com uma atuação brilhante de uma criança (na época) vivida por Danielle Harris, eu descordo com a opinião que não tem nada inovador em hallowen 4 tem algo muito inovador e maneiro no final do filme. 
Espero que o ultimo filme da "Saga" atenda minhas Expectativas. 

Brinquedo Assacino - Ano 1988 (Terror)
Sinopse - Em  Chicago, na noite de 9 de novembro de 1988. Charles Lee Ray, o notório "Estrangulador de Lakeshore", está sendo perseguido pelo Detetive Mike Norris. 
Abandonado por seu parceiro de crimes Eddie Caputo, o assassino refugia-se numa loja de brinquedos, na qual é fatalmente atingido no coração por um tiro do policial. Mas antes de morrer, Charles utiliza seus conhecimentos de magia negra para realizar um ritual de vodu a fim de transferir sua alma para Chucky, um boneco da linha Good Guys, que estava na ocasião sendo promovido na TV. Durante o ritual, um relâmpago atinge e destrói a loja, selando a transferência da alma do psicopata para Chucky.
 No dia seguinte, em meio aos destroços da loja, o boneco é achado por um mendigo, que o vende a Karen Barclay como presente de aniversário para seu filho de seis anos de idade, Andy Barclay. 
Vivendo agora como o boneco Chucky, Charles descobre que precisa transferir sua alma do boneco para o corpo da primeira pessoa a quem revelou seu segredo, ou seja, Andy, a fim de ressuscitar ou ficará preso no boneco para sempre. Andy percebe que o boneco está vivo, mas a mãe do garoto e o Detetive Norris, que investiga os assassinatos, só passam a acreditar nele depois do boneco ter feito várias vítimas - dentre elas Maggie (tia de Karen que concordou em cuidar de Andy por uma noite),
 Eddie Caputo (seu ex-parceiro de crime, morto em casa numa explosão provocada por Chucky), John "Dr. Death" Simonsen (seu ex-mentor de vodu, a quem Chucky mata via tortura de vodu), o médico Dr. Ardmore em um sanatório, entre outras.

Ritual do Vodu
Minha opinião: Porra velho é fudido! 
O Buneco é muito engraçado, ignorante e malvado... eu me cagava de medo dele enquanto era criança, agora só consigo rir. 
O clima do filme é muito fmz e confesso que não lembrava nem da metade do filme, nem do enredo, e muito menos da história. 
Acho que o pessoal que tem menos idade nunca deve ter assistido, afinal o que é um boneco perto dos Jogos Mortais, mais não quero comparar, mesmo que Jogos mortais eu só assisti 3 e parece que nunca vai acabar =s. 
Muito "Bão" o filme e estou pensando seriamente em comprar um Chuck para decoração da minha casa hauhauhauhauha. 
Nesse primeiro filme o Boneco tem poucos movimentos mais até que capricharam para época. 

 Brinquedo Assassino 02 - Ano 1990 (Terror)

Sinopse O menino (Andy Barclay) que sobreviveu aos ataques do Serial Killer, que se apossou de um boneco e o transformou em um instrumento de terror e morte, refez sua vida com o auxílio de uma família adotiva . 
Mas, na tentativa de recuperar a reputação, os fabricantes do brinquedo assassino o reconstroem, para provar que não há nada errado com ele. Ao faze-lo, eles trazem a alma do Serial Killer de volta a vida e novamente o brinquedo passa a ameaçar a vida do garoto com a intenção de conseguir a troca de corpos com através da técnica do Vodu.

Minha Opinião: Porra velho é mais fudido ainda! 
O boneco volta com sangue nos olhos, mais malandro e ameaçador. 
Ainda com o plano de possuir a alma do pequeno Andy, sua risada é um elemento marcante neste filme.
"Vamos brinca Andy"
A cada filme a trama se torna mais engraçada, menos pretenciosa e mais divertida, claro que o terror é predominante mais fala sério ele é um boneco.
ahauhauhauhau 
Neste filme a mobilidade do boneco esta bem melhor quase todas as cenas já mostra ele se movimentando.

Rio - Ano 2011 (Comédia/Animação)
Sinopse - O filme  RIO  conta a história de Blu, uma arara azul rara que pensa que é a última de sua espécie. Mas Blu descobre que há uma ‘outra’, ai ele deixa o conforto de sua gaiola em uma pequena cidade de Minnesota e vai para o Rio de Janeiro. 
Mas longe de ser amor à primeira vista entre o domesticado e incapacitado de voar e a feminista e independente, que voa alto, Jewel.
Inesperadamente jogados juntos, eles embarcam na aventura de uma vida, onde aprendem sobre amizade, amor, coragem e estar aberto às muitas maravilhas da vida. “Rio” reúne uma fauna de personagens vibrantes, uma história comovente, mergulhos coloridos, uma música latina contemporânea e cheia de energia. O filme é inédito e feito sobre o Rio de Janeiro, por um produtor brasileiro que também fez os filmes: A era do Gelo

"Vc esta me molhando"
Minha opinião: Um Filme para levar o seu filho para assistir, divertido e engraçado, o melhor dessa animação toda é que tudo foi produzido focando o Rio de Janeiro então vc acaba se sentindo um pouco em casa.
Coisa que não sentíamos em outras animações.
Assisti este no cinema recomendo a todos, eu e minha namorada saímos da sala dançando feito um casal de Araras auahauhauhaua 

Nenhum comentário:

Postar um comentário