terça-feira, 26 de abril de 2011

Saint Seya Next Dimension!!!

Porra!!!!! muito bom, esse tal de Next Dimension....
Lançaram nesse meio tempo( tipo 10 anos) varias sagas para Cavaleiros do Zodiaco.

Sobre Episódio G 
Uma série que fala mais sobre os cavaleiros de Ouro, nunca terminei de ler e na verdade eu nem sei se terminou  O_____o
Episódio G para mim sempre foi meio "complicado" não entendi direito a história dos Titãs, antigamente eu era meio tapado nem sabia o que era Titãs... Agora eu sei é uma banda velha de Rock ahahauhuahua
Zueira estou pensando em ler denovo, e quem sabe achar uma continuaçao na Net.

Sobre Lost Canvas

Acredito que é uma ótima série novos cavaleiros uma história paralela, porém sem o mesmo carisma da primeira série, quando comecei a ler esperava algo diferente mais ao ver Tenma de Pegasus, já num gostei muito, porém eu não desejava muitos Cavaleiros de Bronze igual a primeira saga dos Cavaleiros, me surpreendi com o cavaleiros de Unicórnio em destaque, gostei da atitude dos Cavaleiros de Ouro estarem em destaque também, mas não é a mesma coisa da primeira saga, falta um Q a mais que só a primeira saga tem.
Más é outra série que pretendo continuar colecionar e terminar.

Ontem entrei na Central de Mangás para ler os Títulos de sempre (One Piece, Bleach, Naruto e Bakuman) e na home tinha um novo titulo, resolvi abrir e ler... 

Cavaleiros Next Dimension 
È a continuação depois da Luta de Hades, Seya esta para morrer com isso Saori (Atena) busca alguma forma de salva-lo, o mais legal, é que vamos ver a antiga e temida Guerra Santa, que tanto foi comentada durante a Saga, com a viajem no tempo da pra conhecer antigos cavaleiros e o bom é que os novos ainda estão presentes.
O traço do mangá é igual antigamente personagens meio tortos, muitas vezes não tão bonito de se ver, claro que isso só se vc for comparar com Lost Canvas e o Episódio G... Porém para não ficar tão ruin varios volumes vieram totalmente coloridos, o que deu uma suavizada e me agradou muito na hora de ler. A corrida contra o tempo continua como em todas as sagas antigas, o enredo por enquanto esta rolando dentro das 12 casas do Zodíaco, alguns clichês estão inclusos também por exemplo: 

Cavaleiros traidores

Mortes de Cavaleiros de Ouro 

Cavaleiro de Pegasus 

Ikki salvando o Shun 

Atena indefesa

São alguns itens que pude notar de clichê... 

Não sei se vão continuar com a publicação, não achei muita informação na Internet, as informações que tive é que o produtor e desenhista é o primeiro e o mesmo que escreveu a primeira série, é uma série que continua a primeira, vendeu em torno de 300 mil mangás até o volume atual, ficou na 17° Colocação em um Rank Japonês... Esses capitulos foram lançados grande parte em 2010 não encontrei fontes se esta saindo agora em 2011, se alguém tiver uma informação ela é bem vinda. 

Agora o que resta é esperar...  




sexta-feira, 15 de abril de 2011

Percy Jackson e O mar de Monstros

Bom livro! Bommmmm!!! 


















Diferente do primeiro o final deste foi como posso dizer "empolgante".

As coisas no acampamento pegaram fogo neste livro, de corridas de carruagens até Cyclopes criadores de carneiros... 
Mapa do Acampamento Meio Sangue
Kronos começa a se levantar e já começa a dar dor de cabeça para os guerreiros do Olimpo. Com ma dinâmica praticamente igual a do primeiro livro, com mudança em alguns personagens, mas com a mesma característica de uma aventura, sempre com o enredo voltado para uma "missão a ser comprida" dessa vez não foi tão massante , sempre fica aquela coisa meio "Harry Potter" e sua próxima aventura contra o Lorde das trevas mas tudo bem, hauahuahua.

Kronos
Com a chegada de Tyson, as coisas melhoraram bastante, afinal um Cyclope que forja armas é muito bacana e acho que em qualquer historia daria certo, continuo não gostando da porra do Sátiro acho meio que suado e bobão estilo Neville do Harry Potter, mais isso é meio pessoal também.

Tyson


O vilão da historia "Luke"que foi revelado no fim do Ladrão de raios também me agradou, acho que isso foi  por ele ser filho de Hermes um dos deuses que mais me agrada. Luke tem um ideal até que bacana, acabar com olimpo e tals... achei que fico até que legal a forma escrita, ainda mais com Kronos como Lider da Bagaça. Queria os deuses mais presentes, queria ver eles em um combate ou liderando exércitos, acho que ainda vai rolar por isso vou continuar e esperar, afinal o que tudo indica deve ser isso que vai acontecer....

Vou dar inicio a maldição do Titã hoje a noite, espero terminar mais rápido que o Mar de Monstros, demorei mais de um mês em um livro de 300 páginas ¬¬ que vergonha =s , mas agora como meta vou ler os 2 livros que eu tenho desta saga em menos de um mês.

Até agora eu resumo como regular essa hitória, acho que no final vou dar uma nota boa de 0 a 10 deve chegar a um 7,5, mas na verdade espero  que se torne fantástica, assim não irei me arrepender e poderei até recomendar.

A sim a vinda de outro Filho de um Deus grande (Zeus) foi um final impecável e que me animou muito.


Thalia filha de Zeus Versão do Filme 

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Brinquedo Assassino 1 e 2 , Hallowen 3 e 4 e Rio.

Tinha feito um poste antes sobre Hallowen vou começar por ele. Sobre o terceiro filme da série eu não consegui assistir direito =s eu dormi, quem assistiu de verdade foi minha namorada (coitada >.<).

Hallowen 3 - Ano 1982 (Terror/Ficção)

Sinopse - Hallo ween III: Season of the Witch é um  filme de ficção científica com terror. É o único Halloween filme que não possui um enredo que gira em torno do personagem Michael Myers . Dirigido e escrito por Tommy Lee Wallace , o filme é estrelado por Tom Atkins como o Dr. Dan Challis, Nelkin Stacey como Grimbridge Ellie e Dan O'Herlihy como Conal Cochran. 
O enredo centra-se em uma investigação por Challis e Grimbridge nas actividades de Cochran, o dono da misteriosa empresa Shamrock Novidades Prata, na semana que  se aproximando do Dia das Bruxas.
Além de abandonar totalmente o enredo Michael Myers, Halloween III afaste do filme de terror que o gênero original Halloween gerou, em 1978. O foco em um assassino psicótico é substituído por um " cientista louco "do tema. Além disso, a freqüência de violência explícita e sangue é menor do que a de Halloween II (1981), embora as cenas que retratam a morte de personagens permanecem intensas.

Minha opinião: Pelo que eu entendi Hallowen 3 tem umas paradas de alienígena e tals... as poucas cenas que eu assisti não me atraíram em nada, por isso acabei dormindo, não recomendo acho melhor do Hallowen 2 pular logo para o 4, que mostra o retorno de Michael Myers, esse Hallowen só foi produzido mesmo com o nome da série.

Hallowen 4 - Ano 1988 (Terror) 
Sinopse - Halloween 4: The Return of Michael Myers é um 1988 filme de terror e quarta parcela do Halloween série cinematográfica , dirigida por Dwight H. Little e escrito por Alan B. McElroy .
 A trama central se concentra em Michael Myers retornando para casa para matar sua sobrinha Jamie Lloyd ( Danielle Harris ), a filha de Laurie Strode , com o Dr. Loomis ( Donald Pleasence ), mais uma vez que o perseguiam.
Como o título sugere, este filme marca o retorno de Michael Myers, o vilão central do Dia das Bruxas (1978) e Halloween II (1981), devido à sua ausência no Halloween III: Season of the Witch(1982). Inicialmente, John Carpenter e co-produtora Debra Hill se aposentou o contorno parcela Myers depois que a segunda parcela da série, a intenção de uma característica relacionada com o Dia das Bruxas-temporada nova parcela cada seqüência, das quais Halloween III seria o primeiro. No entanto, devido à falta de sucesso do terceiro filme, Halloween 4 reintroduziu um enredo relacionado Myers.
O filme foi um sucesso de escritório caixa moderada bilheteria 17 milhões dólares internamente em seu orçamento de US $ 5 milhões. [ 1 ] Ele recebeu uma reação mista por críticos. Foi, no entanto, um pouco criticado por não apresentar nada de "original" ou "inovador" para a série

Efeito Hallowen
Minha Opinião : Sobre Hallowen 4 não tenho do que reclamar, o final do filme é totalmente empolgante, perseguições e mortes típicas, e o mesmo vilão de sempre, porém não sabemos se Michael Myers foi dessa para melhor no fim do filme ( como se fosse novidade). 
O final do filme é marcante com uma atuação brilhante de uma criança (na época) vivida por Danielle Harris, eu descordo com a opinião que não tem nada inovador em hallowen 4 tem algo muito inovador e maneiro no final do filme. 
Espero que o ultimo filme da "Saga" atenda minhas Expectativas. 

Brinquedo Assacino - Ano 1988 (Terror)
Sinopse - Em  Chicago, na noite de 9 de novembro de 1988. Charles Lee Ray, o notório "Estrangulador de Lakeshore", está sendo perseguido pelo Detetive Mike Norris. 
Abandonado por seu parceiro de crimes Eddie Caputo, o assassino refugia-se numa loja de brinquedos, na qual é fatalmente atingido no coração por um tiro do policial. Mas antes de morrer, Charles utiliza seus conhecimentos de magia negra para realizar um ritual de vodu a fim de transferir sua alma para Chucky, um boneco da linha Good Guys, que estava na ocasião sendo promovido na TV. Durante o ritual, um relâmpago atinge e destrói a loja, selando a transferência da alma do psicopata para Chucky.
 No dia seguinte, em meio aos destroços da loja, o boneco é achado por um mendigo, que o vende a Karen Barclay como presente de aniversário para seu filho de seis anos de idade, Andy Barclay. 
Vivendo agora como o boneco Chucky, Charles descobre que precisa transferir sua alma do boneco para o corpo da primeira pessoa a quem revelou seu segredo, ou seja, Andy, a fim de ressuscitar ou ficará preso no boneco para sempre. Andy percebe que o boneco está vivo, mas a mãe do garoto e o Detetive Norris, que investiga os assassinatos, só passam a acreditar nele depois do boneco ter feito várias vítimas - dentre elas Maggie (tia de Karen que concordou em cuidar de Andy por uma noite),
 Eddie Caputo (seu ex-parceiro de crime, morto em casa numa explosão provocada por Chucky), John "Dr. Death" Simonsen (seu ex-mentor de vodu, a quem Chucky mata via tortura de vodu), o médico Dr. Ardmore em um sanatório, entre outras.

Ritual do Vodu
Minha opinião: Porra velho é fudido! 
O Buneco é muito engraçado, ignorante e malvado... eu me cagava de medo dele enquanto era criança, agora só consigo rir. 
O clima do filme é muito fmz e confesso que não lembrava nem da metade do filme, nem do enredo, e muito menos da história. 
Acho que o pessoal que tem menos idade nunca deve ter assistido, afinal o que é um boneco perto dos Jogos Mortais, mais não quero comparar, mesmo que Jogos mortais eu só assisti 3 e parece que nunca vai acabar =s. 
Muito "Bão" o filme e estou pensando seriamente em comprar um Chuck para decoração da minha casa hauhauhauhauha. 
Nesse primeiro filme o Boneco tem poucos movimentos mais até que capricharam para época. 

 Brinquedo Assassino 02 - Ano 1990 (Terror)

Sinopse O menino (Andy Barclay) que sobreviveu aos ataques do Serial Killer, que se apossou de um boneco e o transformou em um instrumento de terror e morte, refez sua vida com o auxílio de uma família adotiva . 
Mas, na tentativa de recuperar a reputação, os fabricantes do brinquedo assassino o reconstroem, para provar que não há nada errado com ele. Ao faze-lo, eles trazem a alma do Serial Killer de volta a vida e novamente o brinquedo passa a ameaçar a vida do garoto com a intenção de conseguir a troca de corpos com através da técnica do Vodu.

Minha Opinião: Porra velho é mais fudido ainda! 
O boneco volta com sangue nos olhos, mais malandro e ameaçador. 
Ainda com o plano de possuir a alma do pequeno Andy, sua risada é um elemento marcante neste filme.
"Vamos brinca Andy"
A cada filme a trama se torna mais engraçada, menos pretenciosa e mais divertida, claro que o terror é predominante mais fala sério ele é um boneco.
ahauhauhauhau 
Neste filme a mobilidade do boneco esta bem melhor quase todas as cenas já mostra ele se movimentando.

Rio - Ano 2011 (Comédia/Animação)
Sinopse - O filme  RIO  conta a história de Blu, uma arara azul rara que pensa que é a última de sua espécie. Mas Blu descobre que há uma ‘outra’, ai ele deixa o conforto de sua gaiola em uma pequena cidade de Minnesota e vai para o Rio de Janeiro. 
Mas longe de ser amor à primeira vista entre o domesticado e incapacitado de voar e a feminista e independente, que voa alto, Jewel.
Inesperadamente jogados juntos, eles embarcam na aventura de uma vida, onde aprendem sobre amizade, amor, coragem e estar aberto às muitas maravilhas da vida. “Rio” reúne uma fauna de personagens vibrantes, uma história comovente, mergulhos coloridos, uma música latina contemporânea e cheia de energia. O filme é inédito e feito sobre o Rio de Janeiro, por um produtor brasileiro que também fez os filmes: A era do Gelo

"Vc esta me molhando"
Minha opinião: Um Filme para levar o seu filho para assistir, divertido e engraçado, o melhor dessa animação toda é que tudo foi produzido focando o Rio de Janeiro então vc acaba se sentindo um pouco em casa.
Coisa que não sentíamos em outras animações.
Assisti este no cinema recomendo a todos, eu e minha namorada saímos da sala dançando feito um casal de Araras auahauhauhaua